quinta-feira, 8 de março de 2012

Tema: O poder de uma visão


              Texto: Nm. 13:25-33        



Tenho aprendido com o meu pastor (Joaquim Neto) que princípios são mais importantes que modelos. Com isso, nós não estamos querendo dizer que os modelos não sejam importantes. No entanto, modelos são adaptáveis, mas os princípios são eternos.

                Um dos maiores princípios que tenho aprendido é sobre o poder de uma visão. O que difere uma pessoa de outra, um ministério de outro, uma liderança de outra está muito relacionado com o tipo de VISÃO.


A história dos 12 espias expressa muito bem o poder de uma visão,
então apartir desta história eu gostaria de fazer algumas considerações sobre este tema.



1º Um dos maiores inimigos da visão é a vista.

                Vista é a função dos olhos e visão é a função do espírito. Na verdade um dos maiores inimigos da visão é a vista. A vista nos limita ao aqui e ao agora, mas a visão nos projeta ao futuro. Existirão momentos na sua vida onde você será desafiado a crê na sua vista ou na sua visão. Não foi diferente entre os 12 espias, 10 decidiram crê na vista, 2 decidiram crê na visão, no sonho de Deus. Enquanto os 10 viam os gigantes, os 2 viam a promessa.



2º O que a vista das pessoas contempla hoje é a visão que alguém contemplou ontem.

                Existe uma mensagem que nós pregamos na nossa igreja local que acrescentou muito no processo para o crescimento saudável da mesma. A palavra teve como tema: “Tudo que existe já existia na mente de alguém como um sonho”. O que os israelitas vêem hoje, foi o que Josué e Calebe viram como visão há muitos anos atrás.

                Recentemente morreu uma lenda do mundo dos negócios, Steve Jobs, um homem visionário. O ipad que você vê hoje, já existia na mente dele como um sonho, uma visão.

A igreja em célula que vemos hoje, Paul Young Cho via há muita anos atrás no palco da sua mente. A IBA que vemos hoje, já existia na mente do pastor Joaquim com um sonho, como uma visão de Deus ao seu coração. Portanto, tudo que existe já existia na mente de alguém como um sonho. Mas, é importante saber de uma coisa, assim como uma mulher pode abortar um feto ou dar a luz a uma vida, e uma terra pode abortar a semente ou gerar uma árvore, um homem pode abortar ou gerar uma visão. Um dia eu estava orando no meu lugar secreto quando ouvir o Espírito Santo me dizendo que meu coração era um útero. Depois que ouvir isto, fui pesquisar e descobrir algo fascinante. Na parábola do semeador, a semente semeada representa a palavra, agora, fiquei muito impactado quando descobrir que um dos significados da palavra semente no original é ESPERMA. Pegue a palavra semente e elimine as duas ultimas letras, vai sobrar como radical a palavra SÊMEN. Então, o que a semente é para a terra, e o sêmen é para o útero, a palavra de Deus é para o coração do homem.



3º A visão tem o poder de determinar nossa linguagem.

                Enquanto os 10 espias diziam: não podemos, somos fracos, somos pequenos. José e Calebe diziam: subamos animosamente por que certamente prevaleceremos, a terra é nossa, é uma promessa. A grande questão estava na visão. As linguagens foram determinadas pelo tipo de visão que eles tinham.

Quando eu ouço um homem falando uma hora eu percebo o nível da sua visão. Por que nossa linguagem é um indicio do tipo de visão que temos. Cuidado com pessoas cuja linguagem é pessimista, eles criam um ambiente de covardia.

Pessoas que só falam de derrotas, de lutas, de obstáculos, estão com problemas na visão. Se você quer perceber o nível da visão de sua equipe comece a observar a linguagem deles.



4º A visão tem o poder de determinar nossos relacionamentos.

                A Bíblia divide os 12 espias em dois grupos. Um grupo de 10 e outro grupo de 2. Agora a minha pergunta é por que Deus fez esta divisão? Por causa do tipo de visão que eles tinham é a resposta. Os 10 espias andavam juntos, assim como Josué andava com Calebe. Os nossos relacionamentos são determinados pelo tipo de visão que temos. Assim como um Josué sempre vai andar com um Calebe, um Tobias sempre vaia andar com um Sambalate.

Ao mesmo tempo em que sua visão determina seus relacionamentos, seus relacionamentos podem nutrir ou prejudicar sua visão.



5º A visão tem o poder de determinar nossos sentimentos.

Os 10 espias estavam com medo dos gigantes que ali havia, mas Josué e Calebe estavam animados para a conquista. De um lado o medo, do outro a coragem, e isto tinha tudo a ver com as suas respectivas visões.

Por detrás de uma atitude corajosa existe certamente uma pessoa de visão, contrapartida, o medo descontrolado é o indicio da visão dos derrotados.

A visão dos 10 espias estava nos gigantes, mas a visão de Josué e Calebe estava na Promessa de Deus. Os seus sentimentos foram determinados por suas visões. Saiba que onde você colocar sua visão determinará os seus sentimentos e os sentimentos da sua equipe.



6º A visão tem o poder de determinar nosso destino.

                Qual foi o destino dos 10 espias e qual foi o destino de Josué e Calebe?

                Os 10 espias morreram no deserto, enquanto Josué e Calebe chegaram à terra prometida. O nível que você se encontra hoje foi determinado por sua visão de ontem e o seu futuro será determinado por sua visão de hoje. Uma vida de conquista e a uma vida de derrota são determinadas pelo tipo de visão que temos.

                O ambiente que você viverá amanhã tem muita ligação com a sua visão de hoje.



7º Sua visão não pode ser influenciada pela vontade da maioria, mas pelos princípios de Deus.

                Se Moisés fosse tomar uma decisão baseado na opinião da maioria eles não teriam conquistado a terra. Aprenda uma coisa, nem sempre Deus está com a maioria, nem sempre Deus está com a minoria, mas sempre Deus estará com um homem que se move pelos princípios da sua Palavra. Eu fico vendo pessoas tomando decisões em nome de Deus e quebrando os próprios princípios estabelecidos por Ele, eu particularmente não quero esse caminho para o meu ministério.

                Saul fez exatamente o oposto de Moisés cometendo assim um grande erro no seu ministério, agiu impulsionado pela vontade da maioria, e quebrou um dos princípios estabelecidos por Deus, o princípio da obediência as figuras de autoridade (1 Sm. 13:12).  Saul era o rei, mas havia um sacerdote que o ungiu, Samuel que além de ser uma figura de autoridade era também a única pessoa que podia sacrificar. Saul não tinha unção para fazer tal coisa. Samuel não foi considerado, resultado o ministério de Saul nunca mais foi o mesmo.

                Não tome decisões impulsionado pelas circunstancias ou pela vontade da maioria, mas pelos princípios estabelecidos por Deus em sua Palavra.



                Desejo muito que esta palavra possa acrescentar vida de Deus a vida de todos aqueles que tiverem a oportunidade de ler este texto. Fiquem com Deus.



Pr. Ribamar Braga

                (Pastor da Igreja Batista de Pinheiro)



                     


3 comentários:

  1. Ficou 10...Tenho certeza que este é mais um canal de Deus para abençoar as vidas das pessoas.

    ResponderExcluir
  2. Tremenda mensagem do coracao de Deus...

    ResponderExcluir